Chá da folha de Amora Preta tem magnésio, fósforo, potássio, cálcio, ferro, proteína, fibra e zinco.

 

Por Cicero Valverde - Terapeuta Holístico, 22 de agosto de 2020.

O uso regular do chá da folha de amora, ajuda a combater a diabete devido a liberação natural de insulina, regula as taxas de colesterol e gorduras neutras no sangue, ajuda combater à osteoporose, melhora a circulação sanguíneo.


O chá da folha de Amora possui efeito vitalizante, ele aumenta a resistência e dá energia, além de aumentar também a imunidade.

Segundo Liliane Oppermann (2015), médica nutróloga, com título de Especialista pela Abran (Associação Brasileira de Nutrologia), “a folha da amora é rica na concentração de magnésio, fósforo, potássio, cálcio, ferro, proteína, fibra, zinco, levedura, vitaminas C e E. Além disso, possui 22 vezes mais cálcio que o leite”.

Melhora o funcionamento dos rins e fígado, inibindo o acúmulo de gordura e colesterol nestes órgãos.

Regula os hormônios e diminui os sintomas da menopausa. Segundo alguns estudos científicos, as folhas da amora têm propriedades que podem inibir o surgimento do câncer.

 Conforme diz Malaquias et al. (2006, apud SILVA, 2019), o chá da folha da amora é eficaz no “tratamento de infecções no sistema digestivo, como exemplo as cólicas intestinais, espasmos intestinais, diarreias e dores abdominais”.

Devido possuir significativa quantidade de fibras, o chá de amora facilita o trânsito intestinal e ajuda a melhorar a prisão de ventre. Diminui ainda os bacilos nocivos sem afetar os benéficos – o que mantém a flora intestinal em boas condições.

O chá da folha de amora pode ainda inibir a proliferação de fungos, além disso, tem efeitos bactericida e anti-inflamatório.

O chá de amora da Amora pode colaborar para a perda de peso devido à presença de fibras e leveduras, que facilitam a digestão e melhoram o funcionamento do intestino, além de inibir o acúmulo de gordura no corpo, principalmente o acúmulo de gordura nas vísceras.

Há duas espécies distintas de amoras, diferenciadas por sua coloração. Sendo a preta para o consumo humano, presença de um sabor mais pronunciado e volumoso, e a branca é conhecida pela criação de bichos-da-seda. Na medicina popular a mais falada e usada é a amora preta (SANTOS et al.; 2007, Apud SILVA, 2019).

Como fazer o chá.

- Colocar em uma panela 3 xícaras de água e ligar o fogo;

- Desligar o fogo assim que a água começar a ferver;

- Colocar três colheres de sopa de folhas de amoreira secas (Se a folha for verde coloque 6 colheres de sopas picadinhas).

- Quando estiver morno ou frio, coar e beber sem adoçar.

Como tomar o chá

Uma xícara, duas a três vezes ao dia.

Contraindicação.

O consumo do chá de amora é contraindicado para gestantes e lactantes.


Referencias

1) LILIANE OPPERMANN (2015), CHÁ DE AMORA AJUDA A EMAGRECER E OFERECE OUTROS BENEFÍCIOS.
Disponível em:<https://cidadeverde.com/noticias/194382/cha-de-amora-ajuda-a-emagrecer-e-oferece-outros-beneficios> Acesso: 03 Ago 2020.

2) SILVA, THAYANE MENESES DA, 2019 - AMORA (MORUS NIGRA LINNAEUS) COMO USO FITOTERÁPICO NA MEDICINA POPULAR.
Disponível em:< https://www.nucleodoconhecimento.com.br/nutricao/medicina-popular> Acesso: 03 Ago 2020.

FRUTAS RADAR – AMORA.
Disponível em:<http://www.frutas.radar-rs.com.br/frutas/amora/amora.htm> Acesso: 03 Ago 2020.

LABORATÓRIO SÃO LUCAS MEDICINA DIAGNÓSTICA -  AMORA MIURA: 12 BENEFÍCIOS COMPROVADOS PELA CIÊNCIA.
Disponível em:< https://www.meulaboratorio.com/informativos/amora-miura-12-beneficios-comprovados-pela-ciencia/20181217-090423-d465> Acesso: 03 Ago 2020.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentário.